Museu do Imigrante

Imigração Friulana


A região central do Rio Grande do Sul é considerada uma das maiores concentrações de descendentes friulanos do Brasil, nela encontramos a Colônia de Santo Ângelo onde hoje estão os municípios de Agudo, Paraíso do Sul, Cerro Branco e parte de Dona Francisca, Nova Palma e Restinga Seca. Além dos alemães que ali já fixavam moradia, em 1880 chegaram os primeiros imigrantes italianos que ocuparam lotes nas áreas de planície e serra. Nas localidades de Cortado, São João e Pomasserra os primeiros a chegarem foram as famílias de diferentes regiões, do Friuli, Trento, Veneto e Lombardia. Pode-se destacar as primeira famílias de imigrantes que ali chegaram como os Pradella, Furlan, Caprioli, Lucchese, Negri, Zafanello, Unfer, Tonellotto, Fardin, Bebber, Pavanato, Biscaglia, De Franceschi, Arcari e posteriormente os Conti, Anater, Puntel, Prodorutti, Muser, Bordignon, Dassi, entre tantas outras.

Primeiros imigrantes friulanos compradores de terras na Pomasserra

Giosué Puntel. Data da compra: 01/05/1886

Giovanni Prodorutti. Data da compra: 21/04/1888

Antônio Puntel. Data da compra: 21/04/1888

Francesco Puntel. Data da compra: 01/05/1886

Primeiros imigrantes friulanos compradores de terras na Estrada do Cortado

Giacomo Unfer. 11/10/1880

Patrizio Unfer 19/03/1881

Giovanni Lucchese 26/10/1880

Doadores da área para a capela, escola e cemitério do Cortado

Giacomo Unfer

Lorenzo Caprioli

Giacomo Tonellotto

Também na Quarta Colônia de Imigração Italiana, por volta do final década de 70 do século XIX, estabeleceram-se famílias friulanas oriundas da Buia (Buja), como os “Aita”, “Nicoloso”, “Guerra”, “Comaretto” e “Felice”. A imigração friulana mais evidente nessa região ocorreu até os primeiros anos de 1880.

Comunidades Friulanas na Quarta Colônia

Val de Buia, Pompéia (Silveira Martins)

São Valentin (Vale Vêneto)

Fontana Freda (Jaguari).

Nova Udine atual Ivorá teve uma imigração de imigrantes provenientes de Gemona, entre as quais se destacam as famílias: Londero, Copetti, Boezio, Brondani, Goi, Pascottini, Cargnelutti, Venturini, Moro, Forgiarini, Simonetti, Stroilli, entre outras.

 

Sobrenomes friulanos na região central do Rio Grande do Sul